Memória Viva 6° Edição Ester Hidalgo Leite Rondinelli e Zaira Assen Torrano.


Memória Viva 6° Edição Ester Hidalgo Leite Rondinelli e Zaira Assen Torrano.

Ester Hidalgo Leite Rondinelli Nasceu em 10 de agostos de 1915 na cidade de São Paulo, filha de Benedito Hidalgo Leite e Juventina Freire Leite, casou-se com José Rondinelli em dois de maio de 1938, com quem teve três filhos: Francisco, Horácio Nilson e Regina Lúcia. A família veio residir em Suzano no dia 19 de fevereiro de 1949. Esther sempre se preocupou com o bem-estar da comunidade: costurou fardas para os soldados paulistas durante a revolução constitucionalista, foi comissária de menores durante cinco anos, presidente da associação das famílias dos Rotarianos de Suzano no período de 1959/1960, cursou primeiros socorros no Hospital das clínicas de Suzano para auxiliar nos serviços do Ambulatório dos Pobres do Caritas da igreja São Sebastião, distribuiu medicamentos e alimentos para as pessoas carentes, socorreu os desabrigados de enchentes. Fator marcante de sua biografia é o exercício da presidência durante 33 anos (1955/1988) da Rede feminina de combate ao Câncer de Suzano, que foi fundada por oito voluntarias em 1955, com a missão de arrecadar fundos para as obras assistenciais, transmitir conhecimentos sobre a doença e encaminhar aos doentes para tratamento no Hospital do Câncer da Fundação Antônio Prudente. A dedicação e a abnegação ficaram patentes quando o filho Horácio Nelson morreu devido ao câncer, o que a motivou ainda mais a ajudar os que sofrem com a doença. Recebeu o título de cidadã Suzanense em 1981, por indicação da vereadora Elisabeth da Silva Moretti. Esther, também famosa por seus quitutes, faleceu no dia três de agosto de 1988. Homenagens póstumas conferidas: denominação da Emeif do Jardim Gardênia Azul por indicação do vereador Dante Romanato em 1992 e a Rede Feminina de Combate ao Câncer “Esther Hidalgo Leite Rondinelli” de Suzano em 2001. Zaira Assen Torrano Nasceu em primeiro de janeiro de 1922 no bairro da Liberdade, em São Paulo. Primeira dos sete filhos do comerciante Alle Assen e Maria de Paula Assen, ela e a família residiram durante sete anos Síria (1923 a 1979). Iniciou os estudos com professores particulares e concluiu a escola primária na rede oficial de ensino, revelando-se uma boa aluna, o que lhe possibilitou dar aulas particulares. Em 1944 casou-se com William Torrano e trabalhou como costureira e vendedora autônima. A família veio morar em Suzano em 1969, onde Zaira continuou a trabalhar como vendedora, massagista autônoma e instalou um instituto de beleza na Praça dos Expedicionários por um tempo. Retomou os estudos, cursou o supletivo ginasial e colegial e magistério no Liceu Santo Antônio. Os estudos sobre doutrina espírita em 1972, frequentando a Federação Espírita dos Estados de São Paulo e o Centro Espírita Cáritas de Mogi das Cruzes. Sempre trabalhou para amparar os necessitados, distribuindo alimentos, ministrando cursos de evangelização, corte e costura, crochê, colaborando na manutenção de entidades beneficentes como a vinha de Luz, creche Allan Kardec, frisando que os trabalhos filantrópicos só são possíveis graças ao auxílio d entidades do terceiro setor como o Lions Clube, Rotary Club, comerciantes, empresários e pessoas físicas. Viúva, mãe de dois filhos e avó de quatro netas, sua dedicação foi reconhecida com o Título de Cidadã Suzanense em 12 de outubro de 2011, por indicação do vereador Walter Bio. Zaira continua trabalhando em prol da população por meio da Associação Beneficente André Luiz.